QUEM FAZ

 

Silvia Morais

Ao longo de quase 20 anos de profissão, atuei com projetos e organizações que continham em sua natureza a necessidade de articular distintos setores e instituições para ampliar seus resultados. Essas experiências foram laboratórios de aprendizagem na arte de conectar as lógicas distintas entre os setores e organizações como estratégia de processos mobilizadores e conexões solidárias capazes de gerar transformação social. Aprendi que os desafios sociais complexos são questões estruturais e estão inseridos em um sistema pautado em dois princípios: a pluralidade e a interdependência dos atores e a necessidade de relações colaborativas entre eles. Hoje, ofereço essa experiência e uma rede de consultores que fui conhecendo ao longo do tempo, que fazem toda diferença no desenvolvimento de projetos e organizações fortes e capazes de alcançar bons resultados. 

Fui integrante da primeira turma de jovens líderes para o terceiro setor (iniciativa do GIFE e da Kellog Foundation). Fui a executiva principal do Instituto Credit Suisse Hedging-Griffo (ICSHG) e da Associação de Educação Financeira do Brasil (AEF-Brasil), onde estruturei toda a instituição, portfólio de projetos e rede de patrocinadores e parceiros. Coordenei projetos na Natura Cosméticos, no HSBC e no Instituto para o Desenvolvimento do Investimento Social (IDIS) e fui membro do conselho de duas instituições relevantes para o desenvolvimento sustentável e para a filantropia latinoamericana, o Grupo de Institutos, Fundações e Empresas (GIFE) e RedEAmerica. Ambas, são instituições que orquestram e fomentam a atuação e a aprendizagem colaborativas entre seus membros.

Sou Relações Públicas, Mestre em Administração e Master em Administração de Organizações sem Fins Lucrativos pela Universidad San Pablo (Madri). Fui professora na graduação do Centro Universitário SENAC e fiz palestras nacionais e internacionais sobre diversos temas: voluntariado, desenvolvimento de base e comunitário, responsabilidade social, desenvolvimento, terceiro setor, educação, educação financeira e inclusão financeira.

A Via Social é hoje o meu campo de atuação profissional, onde busco contribuir para que as organizações e os projetos se empoderem de sua capacidade de atuar com outras por um propósito comum.